Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O ativismo carioca inovou com a regionalização da marcha, levando o movimento para diversos pontos da cidade, e a Zona Oeste recebeu a sua primeira marcha da maconha realizada no Recreio, no último sábado (03). Confira, as informações são do Cultura Verde e os clicks do SmokeBud.

O Maio Verde carioca finalmente chegou e teve início com a primeira marcha da maconha da Zona Oeste. Esse ano a cidade do Rio de Janeiro inovou na organização, sendo a primeira cidade do mundo a regionalizar a marcha, levando o movimento e o debate sobre a legalização da maconha para diversas áreas da cidade.

Leia também:  Fiocruz defende descriminalização do uso de droga

A concentração começou às 14h20 na Praça Tim Maia no Pontal (posto 12 da praia do Recreio) com oficina de faixas e camisas, intervenções culturais e conversas com os banhistas e moradores do recreio. Às 16h20 saímos em marcha até o posto 10. A marcha da maconha contou com a presença do bloco Planta na Mente que agitou a galera e convidou os moradores da zona oeste a participarem, no dia 10 de Maio, da Marcha em Ipanema onde estão sendo esperadas aproximadamente 15 mil pessoas marchando pela legalização da maconha.

A passeata ocorreu em clima de paz de JAH e não tivemos nenhum incidente, a polícia militar que esteve presente na concentração se dispersou ao longo da manifestação.

Leia também:  Política de drogas do Brasil pode ter mais um retrocesso

André Barros, advogado da marcha da maconha RJ e militante antiproibicionista, denunciou o processo de criminalização da pobreza e alertou para o caráter racista da proibição.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here