Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

E se você estivesse assistindo seu Futebol de domingo e um anúncio sobre reformas pró-maconha passasse na TV durante os comerciais? Nos Estados Unidos há uma chance de que isso ocorra durante o SupeBowl.

A empresa americana está realizando uma competição entre pequenas empresas ou organizações, o vencedor vai ganhar um comercial profissional. Isso significa publicidade gratuita na frente de milhões de pessoas durante um dos maiores eventos esportivos na TV.

A NORML ( National Organization for the Reform of Marijuana Laws ) está competindo para esse cobiçado anúncio.

Leia também:  Fernando Gabeira: A maconha, depois de anos de proibição, também cai no circuito capitalista

O concurso é composto de votos e aparentemente a NORML parece estar no topo. As pessoas podem ir ao site e votar em quem eles querem que ganhe uma vez por dia.

Ativistas tem se esforçado para implementar campanhas pró-legalização em eventos esportivos. O primeiro foi um comercial em uma corrida da NASCAR  no Indianapolis Motor Speedway.

Mais recentemente, MPP (Marijuana Policy Project) comprou um outdoor fora Mile High Stadium, nesse outdoor apelaram para a Liga Nacional de Futebol para parar de punir jogadores por uso de maconha incentivando-os a beber.

“Durante anos, a NFL (Liga Nacional de Football) tem punido jogadores por uso de maconha, apesar ser menos prejudicial do que o álcool, uma substância amplamente adotado pela liga”, disse Mason Tvert, diretor de comunicações para o Marijuana Policy Project. “O campeonato nunca iria punir um jogador por beber umas cervejas, então porque penalizá-los pela utilização de uma substância menos tóxica, menos viciante, e menos propensa a contribuir para a violência?”

Leia também:  Jean Wyllys apresentará projeto de lei para legalizar a maconha no Brasil

SmokeBud, via NORML

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here