A Marcha da Maconha de São Paulo, está agendada para o dia 26, às 14 horas no vão livre do MASP e a partir de amanhã começa a Semana Pela Legalização da Maconha, que vai do dia 19 até a data da marcha. Hoje (18), os sites de notícias O Globo e Folha de S.Paulo noticiaram o evento.

Para aquecer os motores, cérebros e pulmões para a Marcha da Maconha São Paulo 2014, a organização bolou a Semana Pela Legalização da Maconha entre os dias 19 e 26. A ideia é explanar o debate acerca da regulação da maconha em diversos pontos da cidade. O ato durante a semana contará com rodas de conversas, música ao vivo, visita à Cracolândia, filmes, sabatina com políticos e muito mais.

Não fique de fora e participe!

Confira abaixo as publicações do O Globo e Folha de S.Paul sobre a o ato

semana sp O Globo

São Paulo abriga Semana pela Legalização da Maconha

Série de eventos e debates começa neste sábado em preparação à marcha pela liberação da droga na próxima semana

A partir deste sábado São Paulo abrigará a Semana Pela Legalização da Maconha, série de eventos e debates em preparação à Marcha da Maconha na cidade, marcada para a tarde do próximo dia 26 de abril. Já no Rio, a manifestação está prevista para ocorrer no dia 10 de maio.

A programação da semana paulistana começa às 15h com uma exibição de filmes, música ao vivo e roda de conversa com o historiador Henrique Carneiro, a jornalista Gabriela Moncau, integrante do Bloco Feminista e do Coletivo DAR, e Wesley Rosa, da organização da marcha. No domingo, em horário e com participantes ainda a confirmar, haverá debate sobre a “guerra às drogas e encarceramento”, enquanto na terça-feira está prevista visita dos organizadores da marcha à “cracolândia” paulistana.

Outros debates e sabatinas com políticos completam a programação da semana, culminando com a marcha propriamente dita no outro sábado, com concentração a partir das 14h no MASP. Confira o que mais vai acontecer e os horários na página do evento no Facebook.

Semana sp Folha

São Paulo terá semana de atos pela legalização da maconha

Com incentivadores como o cantor Marcelo D2 e o diretor do Teatro Oficina, José Celso Martinez Corrêa, começa amanhã em São Paulo a Semana Pela Legalização da Maconha, que antecede a Marcha da Maconha, marcada para o dia 26.

A programação da semana, disponível na página do evento no Facebook, prevê debates e exibições de filmes, que serão realizados em vários pontos da cidade, como a cracolândia e praça Roosevelt.

O lema da Marcha da Maconha 2014 será “Cultive a liberdade para não colher a guerra”. Segundo uma das organizadoras, Thaisa Torres, além do trocadilho com o cultivo da droga, a frase pretende evidenciar a quantidade de pessoas mortas, feridas e presas devido a criminalização da maconha.

Para a divulgação do evento foram produzidos vídeos disponíveis no Youtube com artistas como Marcelo D2 e José Celso defendendo a participação na marcha.

“Uso maconha há mais de 40 anos e sou a favor da legalização total e absoluta. Ultimamente tenho trabalhado muito e fumo para amenizar as dores de cabeça e de coluna”, disse José Celso à Folha.

A concentração para a Marcha da Maconha começa às 14h no Masp, na av. Paulista, e o grupo segue até a praça Roosevelt. A organização espera reunir 12 mil pessoas.

Procurada para informar sobre a operação para o dia da marcha, a Polícia Militar disse ainda não ter dados da ação. No ano passado, houve confrontos entre policiais militares e manifestantes após a detenção de pessoas que estariam fumando maconha durante a manifestação.

Além de São Paulo, estão agendados atos em mais 20 cidades brasileiras até junho.