Categorias
Curiosidades Educação Especiais Jogos para Maconheiros Mundo Canábico

3D: Esse mapa interativo vai fazer você descobrir todas as espécies de maconha da galáxia

Imagina descobrir todas as espécies, nomes e características e propriedades medicinais de maconha de mais de 80 países. É o que faz o Pyhlos Galaxy um outro tipo de Mapa da Maconha, criado pela empresa americana Phylos BioSciente que trabalha especificamente com a genética da maconha.

Como a Cannabis Evoluiu?

Com essa pergunta em mente o professor e geneticista de plantas do Museu de Plantas de História Natural, Rob Desalle e o apoio da Phylos, compilou e tratou todas essas informações. Já pra construir a galáxia também foi necessário amostras de maconha coletadas em todo o mundo.

Entendendo a Galáxia da Maconha

Pra entender o funcionamento é bem simples, cada estrela é um tipo de maconha e a distância mostra o quão próximo está uma genética da outra. Já as cores representam a família ou variedade. O resultado vocês já sabem… o sonho canabista de cultivar todas.

Site: http://galaxy.phylosbioscience.com/

Categorias
Cultura Destaques Humor Jogos para Maconheiros Notícias sobre maconha

Site cria teste para descobrir se você é Maconheiro Memo ou fuma mais que a Glória Maria

A internet não para de inventar coisas, a última coisa que passou aqui na redação foi o Descobrinndo, um site que reúne inúmeros testes engraçados, de personalidade maconheira, Glória Maria que nós sugerimos e também o grande teste do nosso parceiro @MaconheiroMemo: Para descobrir se você é maconheiro memo, clique na imagem abaixo.

snoop-aula-chapado

Na pontinha…
Pros aficcionados na série Narcos, o site também tem um teste para descobrir que personagem você é.

E contar procês, rola sugerir mais testes também, o email de sugestão é [email protected]

Categorias
Cultura Curiosidades Jogos para Maconheiros

Em meio a sementes, vapor e reggae

Em meio a diferentes produtos do universo canábico, o destaque foi para um jogo de cartas da cultura canábica.

Como já dito anteriormente, a exposição trouxe e apresentou diversas vertentes do mercado canábico com stands de sementes, acessórios para cultivo, fertilizantes, revistas e livros, vaporizadores, mas o que mais nos chamou atenção na Expoweed Chile foi um jogo de cartas chamado: Wids Card Games, o nome Wids faz referência a weed, que significa erva em inglês. Criado por jovens chilenos apreciadores da erva, o jogo Wids Card teve seu lançamento programado especialmente para a exposição e sua primeira caixa foi vendida no sábado.

Participantes do evento testando o Wid - Foto Léo Sativa
Participantes do evento jogando o Wids Card Games – Foto Léo Sativa
010_5509 - Cópia
Detalhe de uma das ilustrações chilenas da carta do jogo Wids Card Games – Foto Léo Sativa

O Smkbd conversou com Stefano Mela, um dos criadores do jogo, e ele nos contou que “o jogo é basicamente um jogo de descarte. Ninguém sai vencedor, apenas perde quem acabar ficando com mais cartas na mão”. Mela também disse que o jogo foi inspirado em outros jogos de carta, como por exemplo, o jogo Cuarto Rey. Pesquisando na internet encontramos que o Cuarto Rey é um jogo parecido ao jogo Sueca aqui do Brasil, onde quem não segue regras tem que tomar ou virar algum drink. Wids Card Games tem cartas com diversos castigos e regras escritas. “Tem que cantar, fazer barulho, uma versatilidade muito grande” disse Stefano. Todas as cartas são bastante coloridas e claro divulgam a cultura canábica. As ilustrações são feitas por diversos artistas chilenos, como Tomas Rosas, Rodrigo Videla e Daniela Moral. “Queríamos fazer do jogo uma plataforma, uma vitrine para artistas emergentes chilenos”

Wids ainda não chegou ao Brasil, mas Jáson, um dos sócios do empreendimento nos contou que tem planos de traduzir as regras do jogo para o português e assim expandir essa novidade em solo brazuca.

Wids Card Games

Como jogar Wids (em espanhol)

Categorias
Cultura Jogos para Maconheiros

Maconha e Videogame: o que acontece no cérebro quando você joga chapado?

O repórter da Motherboard, canal da revista Vice, resolveu achar na prática a resposta para a seguinte pergunta: como seu cérebro se comporta quando você usa maconha e joga videogames? Jagger Gravning pegou alguns jogos, maconha, e apertou o start. O resto você descobre agora.

Jagger Gravning, reuniu mais três amigos maconheiros para cumprir a missão. Para isso, testaram um dos diversos serviços de delivery de maconha em funcionamento no estado de Washington (EUA). Assim, levaram para casa algumas gramas da verdíssima God Bud e, para acompanhar a erva na sessão fumaça, quatro games de estilos variados: Spelunky, Super Hexagon, Tetris DS e Pac-Man Championship Edition CX+.

Após uma noite repleta de baseados, bongadas e, claro, muita jogatina, os amigos realmente chegaram a algumas conclusões que devem ser consideradas. Para você que acha que eles ficaram lesadões e perderam todas, cuidado… Você errou! Em todos os testes realizados após um “doiszinho”, Jagger e seus amigos fizeram pontuações iguais ou superiores as partidas sóbrias.

Confira a pontuação:

Spelunky (fases aleatórias geradas conforme seus avanços):

  • Jagger careta: 34.925 / chapado: 46.000
  • Dutch careta: 83.684 / chapado: 198.250
  • Ben careta: 52.315 / chapado: 413.524 – zerou o jogo, incluindo o nível final Inferno, que ele nunca havia jogado
  • Brian: chegou depois e não jogou

Super Hexagon (média de três jogos careta e três chapado. A pontuação se baseia em quantos segundos você aguenta sem encostar nas paredes de um labirinto que se move em espiral, ou seja, o número maior é melhor.)

  • Eu careta: 4.03 segundos / chapado: 4.03 segundos
  • Dutch Mogul careta: 3.44 segundos / chapado: 5.19 segundos
  • Ben careta: 5.92 segundos / chapado: 6.38 segundos
  • Brian careta: 2.32 segundos / chapado: 3.87 segundos

Tetris DS (em pontos)

  • Eu careta: 13.766 / chapado: 15.360
  • Dutch Mogul careta: 40.338 / chapado: 97.462
  • Ben careta: 65.095 / chapado: 56.447
  • Brian careta: 18.860 / chapado: 15.843 (O Brian disse que ele sentiu que estava jogando Tetris muito melhor chapado, e ficou surpreso ao ver que na verdade não estava. “Achei que estava conseguindo controlar meu destino” ele disse, abatido.)

Pac-Man Championship Edition CX+ (em pontos)

  • Eu careta: 989.120 / chapado: 968.540
  • Dutch Mogul careta: 558.830 / chapado: 635.350
  • Ben careta: 1.104.470 /  chapado: 836.200

Apesar dos resultados, todos eles notaram uma característica em comum quando jogavam chapados: “Me sinto mais envolvido emocionalmente. Quando você joga em estado alterado, sua mente parece estar operando a um nível de envolvimento bem maior“, diz Jagger. Ou seja, a sensação de pertencer ao mundo do game aumenta e talvez pode ajudar na concentração e no resultado final.

Agora faça você sua auto análise e responda pra gente. Seu desempenho melhora ou piora?

PS, Recomendamos pausar o game pra não queimar o sofá 😉

Categorias
Jogos para Maconheiros

Weed Stock: Vem aí o primeiro simulador de cultivo canábico brasileiro

Confira o teaser de ‘Weed Stock‘, o primeiro simulador de cultivo de canábico brasileiro.

Devido a grande repressão sobre o assunto no Brasil e a pouca informação acerca do assunto, o ativista e programador, Conrado Andrade, um gaúcho de 25 anos, decidiu criar o Primeiro simulador de cultivo de canábis brasileiro.

Em cima da necessidade de semear informação, Conrado decidiu convencer os buddies (amigos) que o plantio caseiro é a solução para os problemas. Fiel o bastante, o simulador será útil para testes de crescimento, equipamentos dos mais variados e protótipos para sua grow room.

O simulador tem foco principal nas plantas, é claro. O Weed Stock será direcionado desde aos novatos, até aos mais experientes em cultivo que querem, por exemplo, testar novas variedades de erva em determinado espaço, novos equipamentos e afins. O aplicativo contará com sementes com DNA vírtual, growshops, headshops e bancos de sementes reais.

“O weed Stock será um simulador útil para as pessoas aprenderem, errando e principalmente sem correr o risco de ‘cair a casa’ ” – Conrado Andrade

Enquanto aguardamos a colheita do Weed Stock, aperte o play e confira o que vem por aí!

https://www.youtube.com/watch?v=LBaGYOpJsl8

Filosofia do jogo:

A guerra às drogas fracassou! O tráfico está cada vez mais forte, com mais drogas disponíveis e de péssima qualidade. Com o avanço da ciência, o uso medicinal e industrial da Canábis está se tornando evidente e a descriminalização já é realidade em diversos países. À procura de uma medicina de qualidade, as pessoas estão optando por plantar seu próprio remédio e ter controle do que estão usando, porém, apesar da Canábis ser fácil de cultivar, para ter um produto final de qualidade e com valor medicinal, é necessário ter técnica e experiência. No Weed Stock o usuário acompanha o ciclo de vida da planta aprendendo com possíveis erros antes de aplicar na vida real. Acreditamos em um ensino livre. Nossa missão é proporcionar um meio interativo e atualizado para que as pessoas aprendam a produzir seu próprio remédio e assim ajudar a reduzir a demanda pelo prensado paraguaio, sem qualidade medicinal vendido nas ruas.

Como vai funcionar?

A partir do momento que o usuário se cadastra, ele ganha um apartamento na Holanda ou Uruguai. Além de alguns móveis e parafernálias, terá seu primeiro grow room, um guarda-roupas. Como ponto de partida, aprenderá desde o uso de lampadas frias, à aplicação correta da ventilação. Quando for necessário comprar equipamentos, o jogador terá à sua disposição um mundo de opções. Navegando pelo mapa múndi, ele visualizará lojas e produtos reais, conhecendo assim seus endereços e catálogos. A troca de informação também é muito importante e além de um chat com diversos canais, é possível enviar mensagens privadas.

APERTE E LEIA – Entrevista com o criador do Weed Stock na Haze #1

Categorias
Cultura Jogos para Maconheiros

Apple bane jogo mais popular sobre maconha da App Store

Esqueça o Flappy Bird e Candy Crush, o app mais famoso em ‘todas as categorias’ é aquele que transforma o jogador no “maior fornecedor de maconha da cidade”, sem realmente violar a lei, mas a Apple ‘não curtiu’ e limou o recém chegado e nº1 da Apple Store, o Weed Firm. Confira as informações são do portal Tecmundo.

Parece que a Apple não gostou da ideia de ter um joguinho incentivando o tráfico de maconha em suas loja de apps. Assim, a empresa não permitiu que o game ficasse disponível para download por muito tempo.

O jogo Weed Firm (Firma de Maconha) foi removido da App Store em questão de pouco tempo. O título que estava em 1º lugar entre os mais baixados nos Estados Unidos era descrito como o “GTA” para aqueles que gostam de marijuana.

No game, o jogador deveria plantar, cultivar e vender sua própria maconha. Além disso, era possível interagir com gangsteres e ganhar muito dinheiro com a venda da droga. De acordo com a informação do desenvolvedor, o jogo foi removido da App Store por uma decisão da Apple.

O desenvolvedor do aplicativo acredita que o problema é que “o jogo era bom demais e estava na primeira posição de todas as categorias”, já que há muitos outros apps sobre maconha que continuam disponíveis, assim como muitos jogos que promovem “atividades ilegais”, como atirar em pessoas, bater carros e arremessar pássaros em construções.

Apesar do contratempo, o desenvolvedor afirma que vai voltar. Quanto à disponibilidade na Google Play, o pessoal da Manitoba Games (que criaram o jogo) comentou que o jogo foi removido da loja por um problema que eles tiveram com a empresa que estava publicando o título na loja. Assim que possível, o game voltará para a Play Store.

Para esclarecer um pouco a situação, Ted, representante da Manitoba, disse o seguinte:

“Não queremos que crianças joguem Weed Firm, mas acreditamos plenamente que adultos devem ter a escolha de fazerem o que quiserem contanto que não estejam machucando ninguém no processo. Se deixarmos que hipócritas determinem quais conteúdos são apropriados, logo estaremos assistindo a Teletubbies, em vez de Breaking Bad.”

Até agora, a Apple não se pronunciou a respeito do caso.
Você conseguiu baixar o jogo? O que acha dessa restrição de conteúdo?

Categorias
Cultura Jogos para Maconheiros

Favela Wars: Política de combate às drogas não resolve a questão da violência.

Jogo virtual mostra região da Lapa dominada por traficantes em 2041
Criador diz que teve a ideia depois de passar por um tiroteio

Confrontos entre policiais e traficantes não são novidade para quem mora no Rio. Entretanto, pelo jogo online “Favela Wars”, lançado em abril deste ano, é possível entrar na pele de um desses personagens e defender ou invadir uma comunidade dominada por bandidos. Como informou a Coluna Gente Boa (jornal O Globo), a guerra virtual entre mocinhos e vilões, que já era feita na Rocinha e no Complexo do Alemão, duas das fases mais populares, agora chegou à Lapa. No novo cenário, o usuário se depara com uma macabra versão do bairro boêmio, tomado pela criminalidade no ano de 2041.

Segundo o criador, Dan Eisenberg, a ideia para o game surgiu há cerca de cinco anos, depois de sofrer na própria pele o medo e a violência que domina áreas inteiras do Rio.

— Depois de passar por um tiroteio na Linha Vermelha, tive a ideia para o jogo, que foi lançado, em versão beta, em abril — lembra Dan.

Apesar do cenário sombrio apresentado para o futuro da cidade, o criador do jogo tem esperança de que a situação da cidade não chegue a esse ponto. Para isso, na opinião dele, é preciso mudar a forma de lidar com as drogas.

— O jogo inteiro se passa em 2041, mas espero que o Rio não fique assim. Afinal, eu também moro na cidade. É tudo uma brincadeira, uma realidade alternativa. Mas acho que enquanto não abordarmos a questão das drogas de frente, as coisas não vão melhorar e essa violência vai se manter. Temos que encarar que a política de combate às drogas não resolve a questão da violência. É preciso levar luz a esse problema e tratar essa questão como caso de saúde — avaliou, acrescentando que o o jogo não mostra drogas, apenas traficantes.

favela wars
Político enforcado numa macabra versão do bairro boêmio, a Lapa dominada pela criminalidade no ano de 2041.

Quando é acusado de estimular a violência com um jogo sobre guerras nas favelas, Dan explica que a própria guerra, que existe há anos, é polêmica, mas discorda que jogos possam estimular um comportamento violento:

— Acho essa polêmica em torno do videogame um pouco demais. Outras artes também falam sobre o mesmo tema, como o filme “Cidade de Deus”, que foi aclamado pela crítica. Acho que existe um preconceito contra o videogame.

O criador do “Favela Wars” não vê problema em oferecer o papel de vilão para os jogadores. Segundo ele, alguns dos jogos de maior sucesso, mesmo antes de existirem videogames, já faziam isso.

— Até mesmo brincadeiras antigas, como o “polícia e ladrão” — lembra Dan

Por Bruno Amorim, Via O Globo

Confira o vídeo sobre o game, Favela Wars.

Lembrando que o vídeo tem legendas pras partes em inglês! É só ativar os closed captions em português no menu do player, na parte de baixo do vídeo. O game tem classificação etária acima dos 16.

E os buddies, já curtiram uma “Lapinha” no Favela Wars? Deixe sua opinião.

Categorias
Cultura Jogos para Maconheiros

Maconha legalize em GTA V

Com 1Bi em 3 dias do lançamento, GTA V enfrenta processos e opiniões diversificadas sobre a abordagem do consumo ilegal de drogas.

Jogo entra pra história e já é alvo de críticas.  

Há um mês, noticiamos que a maconha estaria liberada no novo game da Rockstar, GTA V. A produtora deu uma banana para o politicamente correto,  incluindo a possibilidade de fumar maconha, usar outras drogas e dirigir bêbado pelas ruas de Los Santos, como revelou a classificação etária da agência americana ESRB. Além de muita nudez e violência, ações clássicas do título, o jogo tem tradução oficial em português para os buddies jogarem a vontade nos próximos 4i20.

E a erva, tá liberada ou não?
E a erva, tá liberada ou não?

Como era esperado, GTAV já desbancou Call of Duty: Black Ops 2 como o jogo que demorou menos tempo para arrecadar 1 bilhão de dólares. Após três dias do lançamento o título da Rockstar atingiu o montante e entrou na história da indústria do entretenimento.

Call of Duty: Black Ops 2 levou 15 dias para alcançar 1 bilhão de dólares em vendas.

No Brasil, o título estreou no mercado na última quinta-feira.

O mercado dos games anda tão aquecido, que já supera grandes sucessos de bilheteria do cinema. O filme Avatar, dirigido por James Cameron, por exemplo, demorou 17 dias para atingir 1 bilhão de dólares em receita.

Porém a pergunta que não quer calar: “A maconha está liberada ou não em Los Santos?”

” Los Santos ”, uma verdadeira paródia da cidade de Los Angeles, cheia de contrastes e diferenças, onde a maconha é legalizada para fins medicinais e o luxo está lado a lado com a miséria.

E aí, buddies? Qual a opinião da galera? Já rola um #Sb e muita fumaça no GTA V ?

Aceitamos doação do novo game para testes! A gente promete lançar um gameplay muito enfumaçaaado!

 

Categorias
Cultura Humor Jogos para Maconheiros Notícias sobre maconha

E a Maconha tá liberada em GTA V

Dando uma banana para o politicamente correto, a produtora incluiu a possibilidade de fumar maconha, usar outras drogas e dirigir bêbado em Grand Theft Auto V, como revela a classificação etária da agência americana ESRB. Além de muita  nudez e violência o jogo terá tradução oficial em Português para a galera jogar a vontade nos próximos 4i20.

Instituição que classifica jogos nos EUA revela detalhes sobre nova versão da polêmica série

O trailer de “GTA V” já dava indicações e agora a instituição que classifica videogames nos EUA, a Entertainment Software Ratings Board (ESRB), confirmou: será possível fumar maconha no jogo. O game tem lançamento previsto para 17 de setembro e promete avanços na fórmula de “mundo aberto” e um novo modo online.

A descrição da ESRB, revelada pelo site Kotaku, não deixa claro como os personagens no jogo vão lidar com a maconha, mas revela alguns detalhes sobre o enredo. No trailer abaixo, um personagem sai, aos 2 minutos, de uma loja de maconha medicinal. Aparentemente haverá interatividade com a erva e a opção de se dirigir bêbado vai voltar. Em “GTA IV”, quando o personagem bebia, ficava desorientado, sem controle dos movimentos e da direção. Qual efeito terá o uso da maconha?

Um dos títulos mais controversos no mundo dos videogames, o novo “GTA” vai receber a classificação “M”, de “mature” (maduro, em inglês), o que significa que só poderá ser vendido para maiores de 17 anos (aqui no Brasil o limite deve ser 18).

A Rockstar, empresa que produz a série “GTA”, é conhecida por extrapolar os limites com assuntos polêmicos como sexo, drogas e violência, linguagem, questões raciais… sem preocupações com o politicamente correto. Afinal de contas, os personagens principais dos jogos são marginais. Por esses motivos, a ESRB fez um incomum e extenso resumo do jogo, para justificar a classificação.

GTA-V-Wallpaper-1

Confira:
“Resumo da classificação: Nesse jogo de mundo aberto, os jogadores assumem o papel de três criminosos cujas histórias se interlaçam na cidade ficcional de Los Santos. Os jogadores podem alternar entre os personagens, completando missões que normalmente incluem atividades criminosas (roubo de carros, assaltos, assassinatos). Os jogadores usam pistolas, metralhadores, rifles de precisão e explosivos para matar vários inimigos (membros de gangues rivais); os jogadores podem atirar em civis que não são inimigos, mas isso tem efeitos negativos, acionando um sistema de punição que leva a perseguições policiais. Efeitos de sangue são frequentes e o jogo traz poucas cenas de desmembramentos. Em uma sequência, os jogadores são orientados a buscar vários meios e instrumentos para extrair informação de um personagem, a sequência é intensa e prolongada, envolvendo alguma interação (resposta a textos na tela).

O jogo inclui representações de atividade/material sexual; sugere masturbação e sexo oral; vários atos sexuais que os personagens buscam de prostituas — apensar de não haver nudez nessas cenas, gemidos podem ser ouvidos. A nudez está presente, no entanto, principalmente em duas situações: uma dançarina de topless num clube de strippers e um local onde há um culto de homens que exibem a genitália sem contexto sexual.

Dentro do jogo, programas de TV e anúncios de rádio trazem humor negro: piadas sobre sexo, imagens de esgoto e fezes num homem, necrofilia (sem nudez).

Algumas sequências permitem o uso de narcóticos (fumar em um bong, acender um baseado); o uso de cocaína também é retratado. Os personagens podem, em vários momentos, beber e dirigir sob a influência do álcool. As palavras “f**k”, “c*nt”, e “n**ger” podem ser ouvidas em diálogos.”

Via O Globo / Kotaku / OuterSpace

Categorias
Cultura Jogos para Maconheiros

Jogos: Potfarm – Sua plantação de maconha no Facebook

Há algum tempo há um jogo rolando no Facebook, que já possui quase 2 milhões de usuários e em um futuro próximo pode deixar Farmville de lado e emplacar como um alternativa bem menos careta do game. O Pot Farm permite que você crie sua própria fazenda e plante a erva livremente. Ainda não conhece?

pot-farm

pot-farm-hippie
Pot Farm nada mais é como jogos do gênero. Você vai expandindo seus negócios e lentamente evoluindo sua propriedade, que conforme cresce vai se parecendo cada vez mais com uma comunidade hippie no meio da floresta. Lembre-se de nas configurações de privacidade selecionar que grupo de amigos irá receber os avisos do jogo, afinal seu pai não quer ser convidado pra fazenda louca. Hahaha.

* O jogo foi lançado em maio de 2010 ano pelo usuário Uncle Floyd.
Atenção: Não recomendado para menores de 21 anos!