Categorias
Arte Cultura Mundo Canábico Notícias sobre maconha

Porque a Adidas criou uma campanha em um cultivo de maconha?

Recentemente, a adidas ativou na televisão sua campanha que já circulava no Youtube desde Janeiro. Your future is not mine é um comercial onde cada um desafia a ideia do futuro através da arte em frente ao desconhecido.

Segundo o próprio video a ideia é andar para a frente em direção ao desconhecido.
A mensagem de cada cena é clara, o futuro é seu e pode ser criado. Um futuro otimista, descartando os obstáculos do futuro negativo que inevitavelmente herdamos.

https://www.youtube.com/watch?v=CupTwyj3JrI

Aleali Maio, Luka Sabbat, Iman Shumpert, Kyu Steed, Reese Cooper, Ikwa, and Design Butler

Music do Squeak E Clean Productions
Compositor: Justin Hori
Vocalista: Daisy Hamel-Buffa
Produtor Executivo: Carol Dunn
Produtor Musical: Chris Shaw

Na pontinha:
Pra quem não ta ligado a adidas já lançou vários produtos de canhâmo, canábis e para maconheiros.

https://www.portaldacannabis.com/adidas-vai-lancar-mais-um-tenis-com-esconderijo-para-maconha/

Categorias
Arte Destaques Pra ver chapado

“Blow Job”: arte, stencil e fumaça de maconha, por Fernando de La Rocque

Calma! O nome da obra é “Blow Job” mas você ainda está no SmokeBud!

A nossa indicação dessa semana Pra ver chapado é o carioca e maconhista Fernando de La Rocque!

Explorando essa técnica desde os primórdios da sua experiência com a cannabis, Fernando diz que o método surgiu ainda em sua adolescência quando fumava em casa escondido da mãe durante o banho:

(…) Tinha visto quando garoto um passatempo naquela revista Mad que tinha uma escala de cores do branco ao marrom, somente com um quadradinho branco. A instrução era pra que você fumasse um cigarro e soprasse toda a fumaça naquele quadradinho branco. Dependendo da cor que ficasse ali, era o estado do seu pulmão… (…)” Disse o artista em entrevista ao Jô Soares.

Anos mais tarde quando começou a fumar algo mais esverdeado que tabaco, Fernando começou a explorar essa técnica defumando as folhas de papel e desenhando por cima com caneta nanquim.

A partir de 2013 o artista condensou sua técnica e adicionou o stencil como base. O método consiste em um molde vazado (stencil), um baseado e tempo para tingir o papel com a fumaça!

Os desdobramentos surgiram e o pensamento do artista evoluiu. O resultado é um trabalho que visa aproximar extremos, retratando figuras irônicas com a fumaça da tão julgada cannabis.

Conheça o método e algumas de suas obras:

Método desenvolvido por Fernando
Método desenvolvido por Fernando
28003_389518057790067_125652420_n
Papa Bento XVI
pinturas_fumaca_cannabis_01
Representação de Santa Maria

Blow-Job_3-600x660

Fernando-de-La-Rocque-3
Auto-retrato

 

Categorias
Arte Colunas Pra ver chapado

Pra ver chapado: Joe Webb, simplesmente surreal!

Sabe aqueles artistas que todo mundo conhece alguma obra, mas ninguém sabe dizer o nome? Webb é um destes! Joseph Webb ou simplesmente Joe, é um britânico que transborda talento e irreverência, um artista crítico e hilariante que aborda temas importantes que estão em pauta na atualidade, como por exemplo o aquecimento global e a fome.

Close Shcave
Close Shcave
Display
Display
Feeder
Feeder

Joe Webb, um artista contemporâneo e acido!
Aproveitem!
www.joewebbart.com

Categorias
Arte Destaques

Garotas e Baseados: Porque mulher também fuma!

Se em 1953 o ativista Hugh Hefner viu na Playboy uma uma revista de entretenimento erótico adulto para tentar quebrar o conservadorismo e levar informações além do sexo, nessa “semana da maconha” foi criada uma revista digital chamada Aquelas.xxx com o mesmo intuito: quebrar o conservadorismo que existe sobre a liberdade, a cannabis e humanizar a relação entre simpatizantes e não simpatizantes e mostrar que mulher também fuma!

//aquelas.net
//aquelas.net

Lançada esse ano pela produtora digital PRFVR, a revista nasce com a proposta inovadora e um tanto quanto desafiadora de desassociar o nu feminino da objetificação da mulher, e aposta em conceitos sociais, como o relacionamento mais pessoal com suas modelos (o ensaio não tem cachê e a modelo define o número de fotos) e uma proposta de trabalho colaborativo com fotógrafas espalhadas pelo Brasil. Qualquer mulher pode candidatar-se a ter um ensaio fotografado e a revista comercializa ensaios particulares com as fotógrafas participantes. A modelo também tem voz de sobra dentro do seu ensaio, podendo expor sua opinião pessoal por meio de entrevista. A revista vê nisso uma forma de envolver mais as pessoas em questões que vão além do uso.

O quanto você sabe sobre maconha?
O quanto você sabe sobre maconha?

Os ensaios são acompanhados de conteúdo variado: curiosidades, crônicas, artigos e uma seção de cultura – tudo dentro do universo cannábico.

Ah, também fomos procurados pela equipe da revista para colaborar com o conteúdo de uma das suas seções, um quiz sobre conhecimentos cannábicos que voce confere aqui.

Categorias
Arte Curiosidades Mundo Canábico

Adidas vai lançar mais um tênis com esconderijo para maconha

Quando você achar que seu bolso não é mais seguro o suficiente, saiba que já existem tênis com bolso, isso mesmo. A Adidas pensou em um tênis extravagante e com um bolso capaz de guardar um dinheirinho ou sua erva.

Prescrito

O nome Feliz 420, em português, dedicado a data especial da maconha. O ‘Happy 420’, além de ser temático, é feito de cânhamo é temático a marca na parte da frente lembra uma bula de remédio, e tem algumas nomenclaturas conhecidas da medicina cannábica. Em alguns dizeres legais, como “Dose 420mg”, “Usar uma vez ao Dia”, “Alta Potência”.

image_happy2000.jpg

bait-adidas-stan-smith-happy-vulc-04.jpg
Mais detalhes legais
bait-adidas-stan-smith-happy-vulc-06.jpg
High

Na gringa o tênis custará cerca de 120 doletas, já no Brasil, descobrimos que o tênis deverá chegar um pouco atrasado, na primeira semana de maio ou mais tardar no segundo semestre e vai custar uns trezentinhos.

Categorias
Arte Ciência e Saúde Cultura Curiosidades Destaques Educação Especiais Mundo Canábico Notícias sobre maconha

Tudo que você sabe sobre vício está errado

Pense rápido e responda, drogas são viciantes? Não é tão fácil assim dizer e se a pergunta que drogas for o que causa dependência fica ainda mais difícil. Nessa animação, adaptada de uma matéria do jornal New York Times vai te explicar como funciona o vício.

Essa animação é baseada no best-seller Chasing The Scream, do Johann Hari, na tradução é algo como: Buscando o Grito: O primeiro e último dias da guerra contra as drogas“.

O video, que está em inglês, mostra como foram feitos testes em ratos, como algumas drogas são usada em pacientes todos os dias e o que leva uma pessoa a consumir drogas.

*Você pode configurar a legenda em Português/Brasil que está sincronizada e perfeita para assistir.

https://www.youtube.com/watch?v=ao8L-0nSYzg
Para obter mais informações sobre o livro, www.chasingthescream.com

Esse video foi sugerido pelo leitor Gabriel Jack, valeu Jack!
* Mande sua sugestão de post também para [email protected] ou pelo facebook

Categorias
Arte Ativismo Cultura Curiosidades Notícias sobre maconha

Maconha no Canadá: A História Ilustrada

Descubra a História da Cannabis no Canadá com este incrível livro totalmente ilustrado, com 132 páginas em preto e branco e segundo ele levará você a uma viagem na primeira safra do canadá em 1606 até 2015. Aperte e veja.

O livro Cannabis in Canada an Illustrated History escrito por Dana Larsen e ilustrado por Patrick Dowers tem cerca a 200-300 palavras por página, o que torna fácil ler e absorver toda a informação. As ilustrações são baseados em pessoas reais, fotografias e eventos históricos, acrescentando informações e contexto bem e profundidade e beleza para o livro.

É interessante o formato, os canadenses sempre tiveram que se contentar com informações americanas sobre a maconha e cada vez tem mais gente pesquisando e registrando a história da maconha, essa Dana Larsen revela a história completa de cannabis no Canadá, e é fascinante.

 

a-historia-da-maconha-no-cadadá-1 a-historia-da-maconha-no-cadadá-3a-historia-da-maconha-no-cadadá-2
a-historia-da-maconha-no-cadadá

Alguns pontos importantes do livro
* Por que os franceses e britânicos tiveram de subornar os agricultores canadenses para plantar maconha.
* Como o impulso para cultivar maconha surgiu no canadá.
* Por que os médicos canadenses em 1800 usavam maconha.
* O médico Nova Scotia que recomendou cannabis para o realce sexual em 1898.
* O homem que se tornou o primeiro “overdose” do Canadá após consumo de haxixe.
* A campanha de propaganda nacional racista que lançou a guerra do Canadá contra a Maconha.
* Como a RCMP (Policia Canadense) queimou campos de maconha.
* A Premier que foi pego com maconha, e do MLA, que foi para a prisão por contrabandear maconha.
* Como a maconha é legal no Canadá há cinco meses em 2003.
* As lutas dos ativistas que lutam para legalizar a maconha no Canadá.
* Os benefícios reais e futuro de cânhamo industrial e maconha medicinal no Canadá.
* E muito mais …
capa-maconha-no-canada-ilustrada

Categorias
Arte Cultura

Brisa, 2015 em uma imagem

Será que você ta ligado em todos os acontecimentos populares de 2015? O americano Luke McGarry fez essa ilustração pra você gastar algumas horas pra tentar descobrir as 143 referências aos fatos. Conta pra gente nos comentários quais você descobriu.

2015 POP

Via: Sedentário

Categorias
Arte Cultura Mundo Canábico Notícias sobre maconha

Primeiro livro sobre cultivo de maconha é lançado em Denver.

Pois é, já imaginou um livro onde você pode aprender algumas dicas sobre o cultivo e métodos de como chegar a uma planta perfeita? Esse livro existe.

Three a Light foi escrito pelo autor Joshua Haupt, que aos 15 anos de idade despertou algumas curiosidades sobre o cultivo e então resolveu plantar a esperança para seus problemas com epilepsia no jardim de sua família, usando apenas algumas sementes encontradas em um pacote de erva.

Depois de alguns anos aperfeiçoando a arte do plantio nas montanhas de Breckenridge, no Colorado, com suporte de amigos cultivadores locais, Joshua tinha em suas mãos o segredo de cultivar jardins grandes e saudáveis. Algumas pessoas tentaram convencê-lo de guardar segredo, disseram que seria bobeira ele publicar algo com esse conteúdo, mas Haupt, pensando no próximo, que talvez sofresse com epilepsia tanto quanto ele, optou por escrever e tornar público todo esse conhecimento.

genetics-threealight

Nosso autor viveu durante 4(quatro) anos sem fazer uso de nenhum tipo de medicamento farmaceutico, e encontrou liberdade de suas crises no uso medicinal da maconha, essa informação ele levou pra frente e agora deita tranquilo sabendo que pode ter ajudado milhares de pessoas mundo a fora.

“Three A Light” is the definitive book for the indoor cannabis cultivator; it will change the way you think about growing marijuana indoors.

Diz o site Marijuana.com, sobre o livro de Joshua e completa dizendo que é um dos unicos livros que abordam o assunto hoje em dia, com um ótimo conteúdo e um passo a passo simples de seguir. Além de todo conteúdo didático, o livro aborda as diferenças entre o cultivo indoor e outdoor, dizendo que ao cultivar a planta em estufas, ou dentro de casa, você pode ter um controle melhor para extrair uma planta de melhor qualidade.

Schwazzing-threealight

O lançamento do livro será comemorado nessa sexta-feira, dia 20 de novembro em Denver, no Colorado, esse deve ser o primeiro evento da industria canabica sediado pela “Three A Light”, contando com a apresentação de Redman aka Reggie Noble & Ky-Mani Marley. Se você é Brasileiro e está a passeio em Denver, vale passar por la e apreciar esse mega lançamento. Para mais informações sobre o evento, clique aqui.

 

Categorias
Arte Cultura

Romero Britto pinta maconha em quadro e deseja ‘paz e amor’

Romero Britto é assim: ou você ama ou você odeia. Mas a nova criação do artista deve agradar muitos maconheiros por aí. Por que? O quadro tem a boa e velha folha da maconha no estilo Britto de ser. As informações são da Folha de S. Paulo.

As estampas geométricas e coloridas de Romero Britto foram parar em uma folha de maconha, em um quadro exibido pelo pintor em seu perfil no Instagram, nesta sexta-feira (23).

A obra, que está exposta em uma galeria de arte, traz uma folha de cannabis no céu com fumacinhas e corações. Britto desejou “paz, amor e saúde” na legenda da foto.

O post gerou polêmica entre os fãs do artista: internautas se dividiram entre aplausos e indignações.

“Desnecessário!”, protestou um seguidor. “Puxa… Triste. Não consigo ver arte naquilo que mata, destrói e devasta milhares de famílias”, reclamou outra fã do artista.

“Belo quadro!”, elogiou um internauta. “Quero este na minha parede”, pediu outra, em inglês. “Romero Legalize Britto”, se divertiu outro.