O LoDo Massage Studio utiliza as propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e analgésicas do uso tópico da planta. Confira as informações são do O Globo.

“Eu sei o que você está pensando: será que isso te deixou doidona?”. Foi assim que a repórter de beleza Meirav Devash, da “Allure“, começou a contar sua experiência em um spa de Denver, no estado americano no Colorado, no qual os produtos e tratamentos são à base de maconha. O LoDo Massage Studio utiliza as propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e analgésicas do uso tópico da planta.

“Quando a massagem terminou, me senti plácida, relaxada e pronta para uma soneca. Ou para pedir batatas fritas. Se eu nunca desejasse batatas fritas ou uma soneca, acharia que tinha algo neste negócio de cannabis tópica…”, brincou Meirav.

Apothecanna

O LoDo desenvolveu uma linha de produtos de beleza que contém THC, mas que, por enquanto, só é usada no próprio spa.

O negócio vem crescendo nos Estados Unidos. Além do LoDo, há ainda o spa Primal Therapeutics, que fica em Englewood, também no Colorado, estado que legalizou o uso da maconha. Lá, todos os serviços – faciais, depilação e até manicure – levam cannabis.

Uma vez que não penetra na corrente sanguínea, a cannabis tópica não tem efeitos alucinógenos (o que significa que você não vai ficar chapado), mas relaxa os músculos para que o terapeuta possa ir mais fundo, sem causar dor. O óleo de cannabis também é usado nos spas para reduzir a vermelhidão e dor da depilação e para acalmar a pele estressada durante tratamentos faciais.

Apesar de dizer que não ficou doidona, a repórter contou que deixou a massagem sentindo algo entre ficar chapada e ter um orgasmo. Será?