Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Recentemente o Planet Hemp criou uma campanha pesada nas redes sociais para liberar a discografia do Planet Hemp online e deu boa, hoje Deezer e Spotify anunciaram que os três álbuns de estúdio estão legalizados na rede.

Até então quem era fã só podia escutar as músicas no próprio computador, youtube, cds ou o saudoso LP, nos serviços pagos só existia o “MTV Ao Vivo: Planet Hemp“, de 2001.

A campanha #LiberaPlanetHemp durou cerca de uma semana e até o rapper Emicida ajudou o move.

Usuário

Foi o primeiro a consolidar um formato musical que, em meados dos anos 90, estava solto no ar e saía pelas bocas dos freqüentadores da Lapa, no Centro do Rio, e das pistas de skate da cidade. Em suas 17 faixas, o Planet conseguiu unir pontas de hardcore, rap e ragga, sob as benções de Jorge Ben Jor, Cypress Hill, De Falla, Beastie Boys, Bezerra da Silva e Peter Tosh.

Leia também:  A fumaça que envolve a cultura pop

OUÇA AGORA

Os Cães Ladram mas a Caravana Não Pára


Novamente combinando distorção com suingue, o grupo fez rimas com citação à chacina da Candelária, crítica às gangues do futebol e homenagem à chapadíssima dupla Cheech & Chong. No começo da turnê de divulgação, a onda do Planet – já bastante visado – bateu, definitivamente, mal com as autoridades. Durante um show em Brasília, seus integrantes foram presos, por suposta apologia às drogas.

OUÇA AGORA

A Invasão do Sagaz Homem Fumaça

Considerado por muitos o seu melhor trabalho, “A invasão do sagaz homem fumaça” – novamente produzido por Caldato, junto com David Corcos e DZ Cuts – aprofundou ainda mais o mix hardcore-hip-hop, dando-se ao luxo de adicionar ao caldeirão tanto a harpa de Cristina Braga como o sample de Marcos Valle.

Leia também:  Legalize Já - Um filme sobre amor, liberdade e maconha!

OUÇA AGORA

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here