10 benefícios da maconha medicinal, que não temos como negar.

Top-10-Benefícios-da-Maconha

Se você tiver uma dessas condições, talvez possa ser uma boa hora de você ‘abrir a mente’ e ver pelo que também lutamos. Maconha é muito mais que recreacional, maconha é medicinal.

Os dias de Reefer Madness (filme americano educacional contra o uso da maconha lançado em 1936) estão cada vez mais longe, mas o público ainda é muito desinformado sobre a maconha, que particularmente concentra uma miríade de maravilhosos benefícios para a saúde. Aqui estão 10 (fora os incontáveis) benefícios à saúde que a maconha possui. Dito isso, é simplesmente desconcertante que a maconha medicinal não seja legal na maior parte do mundo e continua sendo mantida com uma reputação negativa.

1- Câncer

Existem um monte de teorias infundadas declarando que a maconha pode causar câncer no pulmão porque sua fumaça é inalada, como a do cigarro. Isso simplesmente não é verdade. A fumaça do cigarro causa câncer porque o tabaco é radioativo, enquanto a maconha não. Na verdade, a Associação Americana de Pesquisa do Câncer descobriu que a maconha realmente funciona para retardar o crescimento do tumor nos pulmões, seios, e, provavelmente, no cérebro.

Recentemente, um estudo publicado em outubro na revista Addictive Behaviors mostrou que o canabidiol (CBD) pode reduzir a necessidade pelo tabaco. Os participantes foram separados em um grupo de teste, que recebeu o CBD por meio de um inalador, e um grupo de controle, que recebeu placebo. Este último grupo não mostrou nenhuma alteração na quantidade de cigarros fumados por dia. Já o grupo de teste fumou, em média, menos 40% da quantidade inicial depois de uma semana consumindo CBD.

2- Convulsões 

A maconha é um relaxante muscular e possui qualidades ‘’antiespasmódicas’’ que têm provado ser um tratamento efetivo contra convulsões. Existem atualmente incontáveis casos de pessoas que sofrem de convulsões e que foram capazes de obter uma melhoria através do uso da maconha.

3- Enxaqueca

Desde que a maconha medicinal foi legalizada na Califórnia, os médicos têm relatado que foram capazes de tratar mais de 300 mil casos de enxaqueca, que a medicina convencional não conseguiu, através da maconha. E isso não é apenas porque é fácil fingir ter enxaqueca, certo? Certo!

4- Glaucoma

O tratamento de glaucoma através da maconha tem sido um dos mais bem documentados. Não há um único estudo válido que exista que desminta os poderosos e populares efeitos da maconha em pacientes com glaucoma. Pega essa, proibicionistas.

5- Esclerose múltipla 

Os efeitos da maconha em pacientes com esclerose múltipla tornaram-se melhor documentados quando o ex-apresentador de um talk show, Montel Williams, começou a usar maconha para tratar sua esclerose múltipla. A maconha trabalha para deter os efeitos neurológicos e espasmos musculares que vêm dessa doença fatal.

6- Síndrome de Tourette e TOC

Assim como a maconha pode tratar convulsões e esclerose múltipla, os efeitos da maconha diminuem os tiques naqueles que sofrem da síndrome de Tourette e os obsessivos sintomas neurológicos em pessoas com TOC.

7- Déficit de atenção

Um estudo bem documentado da Universidade do Sul da Califórnia (USC) feito há cerca de um ano atrás mostrou que a maconha não só é a alternativa perfeita para a Ritalina, como também trata a doença sem nenhum dos efeitos colaterais farmacêuticos.

8- Síndrome do intestino irritável e doença de Crohn

A maconha tem mostrado que pode ajudar com sintomas de doenças crônicas como náusea, dor abdominal e diarreia.

9- Alzheimer 

Apesar do que você pode ter ouvido falar sobre os efeitos da maconha no cérebro, o Scripps Institute, em 2006, provou que o THC encontrado na maconha ajuda a prevenir o Alzheimer, bloqueando os depósitos no cérebro que causam essa doença. Além de numerosos estudos que apontam que a Cannabis medicinal tem um efeito benéfico sobre os pacientes que sofrem  Alzheimer. Em um dos estudos mais abrangentes realizados até agora, Sikorin e Klein acompanharam o progresso de 60 pacientes com demência, durante três anos.

10- Síndrome pré-menstrual

Da próxima vez que a sua namorada estiver reclamando que você fuma muita maconha sugira a ela um baseado. Assim como a maconha é usada para tratar a síndrome do intestino irritável, pode ser usada também para tratar cólicas e desconfortos que causam o ataque da sua namorada contra você. O uso da maconha para TPM certamente vai abrir caminho de volta à felicidade conjugal. 

Agora que você leu tudo isso, será capaz realmente de deixar que qualquer um te convença de que precisa de uma reabilitação dos seus conceitos sobre a maconha? Podemos dizer que este é um ótimo caso para demonstrar que a maconha É a própria reabilitação!

E você, já utilizou ou utiliza a maconha com fins medicinais? Relate sua experiência!

Tradução e adaptação SmokeBud, via Marijuana Patients

 

Quer colaborar com o SmokeBud? Veja aqui como colaborar! 

 

  • alexandre

    estou ingerimdo maconha e esta sendo muito bom pra TOC

  • erwin

    exelente para o prcesso criativo….

  • Rodrigo

    Estou cada vez mais impressionado com novas informações que chegam a todo momento. Eu que defendia a NÃO legalização com braços fortes, era contra os maconheiros filhos da *&¨%… agora estou totalmente com minha mente aberta, com tantos pontos positivos que a legalização/plantio pode trazer, não tem porque criar todo um monstro por trás disso. Sem contar a parte do tráfico, essa parte medicinal é muito interessante. Mais um a favor da legalização.

  • Dr. João Augusto Pinto

    Ela aumenta o libido sexual

  • alberto

    eu timbe, 47 anos fumo a bendita a 32 anos,nunca fumei cigarros nem usei nenhum tipo de droga,amo a erva, hoje so nos finais de semana so por nao ter tempo,,,viva ela,

  • Ele jr

    Simplesmente fantastico, estava eu com uma gripe absurda: nariz escorrendo, espirros seguidos de toces, paladar azedo, insuportavel. Resolvi queimar um baseado só pra relaxar, o resultado foi imediato. Em poucos minutos ja nao tocia nem espirrava mais, o paladar voltara ao normal. Estava novo, e no dia seguinte, pude comprovar que de fato a Maconha cura a gripe. Nem mesmo antibioticos que se tomam em 1 semana sao tao eficazes. Foi nescessario um dia pra que o sintoma sumisse.

  • Caio

    Estou fumando maconha todo dia 3 vzs por dia, e me sinto ótimo, dei uma parada e passei a sentir prisão de ventre, ânsia de vomito, insônia, ai falei quer saber vou é fumar um p ver se melhora e foi tiro e queda, não paro mais de fumar maconha, todo maconheiro velho que conheço tem boa saúde hj mesmo conheci um homem de 60 anos pescador maconheiro nato super saudável ainda falei p ele que se DEUS quiser vou chegar em meus 60 assim como ele estava hj, portanto galera APERTA E FUMA rsrs mas acho bom vaporizar tbm, pois a fumaça quente na garganta que é ruim

  • Caio

    EU AMO MACONHA, CONFESSO QUE ELA JÁ ME FEZ CHORAR, JÁ ME TROUXE TRISTEZAS, MAS AMO ESSA ERVA, E QUERO SER CREMADO COM UMA PORÇÃO DE MACONHA (DAS GRANDES) E MINHAS CINZAS SEREM JOGADAS EM ALGUMA PLANTAÇÃO

  • Marcio

    muito bom sem excesso !!! como quase tudo.

  • aderlan

    Ñ existe melhor remédio…comecei a fumar maconha bem cedo e antes disso ficava gripado a toa ,diarréia era constante e dores de barriga,Ñ conseguia me expressa para os meus amigos e fora outros benefícios.

  • Felipe

    Bom dia, estou começando a fumar maconha, estou gostando muito, mas o problema é que minha esposa me bate se souber…

    • Douglas

      Tem algo errado no seu relacionamento, meu amigo…

  • Alexandre Moreira

    Boa noite, já sabia algumas coisa e fiquei sabendo um pouco mais e acho que ela já demorou demais pra ser legaliza no brasil.

  • Ali Enígena

    HIV+, minha vida seria uma tristeza se ela (a cannabis) não fizesse parte.

    • Milton Feitosa

      tambem pensava assim, mas hoje penso que sou feliz comigo mesmo, mas com ela fico mais feliz ainda….

    • Milton Feitosa

      quer dizer nao dependo dela pra ser feliz, isso seria dependencia psicologica e nao é bom, pois tudo q voce for fazer vai depender dela.

  • Milton Feitosa

    depois de varios anos como usuario, tempos usando tempos nao, cheguei a conclusao que a diferença dos beneficios para os prejuizos estao na dose e na frequencia de uso. Pra mim, 1 ou 2 vezes na semana é suficiente, mais que isso relaxa demais e nao é legal, e quanto a dose cada um deve ir testando. a melhor forma é ingerida que libera o thc e o cannab. aos poucos e por tempo mais prolongado, passando o dia todo até a hora de dormir. Uma otima opçao é a pessoa comprar medidores de colheres, e usar uma colher de café ( equivalente a 1 ml nos casos de liquidos ) e que nao sei em gramas, mas é uma quantidade pequena. Daí basta a pessoa ir aumentando a dose até atingir o efeito desejado. Se os efeitos forem negativos, como mau estar, ficar tagarela ao extremo, sono excessivo, etc… diminuir a dosagem. Atingindo a dose certa, basta seguí-la sempre e só terá beneficios nao esquecendo de dar um intervalo entre um dia e outro de 2 dias ou mais…quanto mais tempo melhor…

  • Álvaro

    A pessoa que tem diabetes ou não fumando maconha a taxa de açucar no sangue fica controlada