Levantamento global ficará disponível online até o dia 20 de dezembro. Estudo traçará perfil sobre consumo de maconha, álcool, tabaco e outros entorpecentes.

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) está convocando brasileiros a participarem de uma pesquisa mundial online sobre uso de drogas, chamada Global Drug Survey. O levantamento, que vai avaliar o perfil dessas pessoas e o padrão de consumo em vários países, estará disponível na internet até o dia 20 de dezembro. Os resultados devem ser divulgados em março de 2014.

Participe e responda. Clique AQUI!

Segundo a pesquisadora Clarice Madruga, do Instituto Nacional de Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas (Inpad), da Unifesp, o objetivo da pesquisa é mapear o uso de drogas em todo o mundo, saber como as pessoas têm acesso às substâncias (pela internet, em lojas, por meio de traficantes) e fazer os indivíduos pensarem sobre o próprio padrão de consumo.

e acordo com Clarice, é possível preencher o questionário de perguntas diretas (com alternativas) em cerca de 20 minutos. Para iniciar, basta clicar na bandeira de Portugal, no canto direito da tela, e depois no ícone “Continue”. Até as 18h15 desta quarta-feira (20), mais de 25,8 mil pessoas haviam participado. Só no Brasil, porém, será preciso de pelo menos 5 mil respostas para haver uma representatividade mínima dentro da amostra geral.

Ao se conhecerem melhor os preços praticados para venda de drogas, os locais de compra e outras características, será possível criar políticas de controle e prevenção, destaca Clarice. O trabalho é coordenado por um time independente de cerca de 35 países, e entre as universidades que lideram o estudo está o King’s College de Londres.

“Dentro das perguntas, também já estão inseridas estratégias de redução de danos, com questões como: ‘Se você toma ecstasy, já tentou dividir a pílula em uma dose menor? Sabia que o ‘barato’ pode ser o mesmo?’. Ou seja, a pesquisa também é educativa e acaba funcionando como uma campanha”, analisa Clarice.

Detalhes do questionário
O levantamento inclui perguntas sobre o uso de drogas no último ano, no último mês e na última semana, a idade de início do consumo, como foi feita a aquisição da substância (onde encontrou e de quem comprou) e se usou algo e depois dirigiu.

Além disso, há questionamentos sobre onde a pessoa trabalha, como é sua personalidade, seu bem-estar geral, como ocupa o tempo livre (se faz atividade física) e qual é o prazer, a intensidade e os efeitos negativos que sente em relação às drogas.

Ao todo, o questionário abrange uma série de substâncias psicoativas, que vão desde álcool e tabaco (incluindo cigarro eletrônico) até entorpecentes como maconha, cocaína, crack, LSD, heroína, solventes, morfina, metadona e vários outros produtos sintéticos, mais novos. São citados, ainda, ayahuasca, energéticos, medicamentos para disfunção erétil (como Viagra e Cialis), para transtorno do deficit de atenção e hiperatividade (TDAH), como Ritalina, e para ansiedade ou depressão, como Diazepam, Valium, Xanax e Rivotril.

Global Drug Survey

“Há também estimulantes e anfetaminas potentes que ganham apelidos como noz-moscada e sálvia, para driblar a lei. Usam-se nomes esquisitos como de temperos, adubos de plantas e sais de banho para serem registrados e se tornarem legais por algum tempo”, explica a pesquisadora da Unifesp.

Via Globo / Bem Estar

  • Respondido, apesar de demorado da para ver um breve sinal de mudança global sobre o assunto!

  • Ricardo José Barboza

    Eu acho que devia prestar mais,atençâo na maconha,pois é medicinal,e eu fumo desde ,eus,13 anos nunca fiz mal pra ninguém,ja com o álcool eu fico nervoso.Vamos avaliar melhor ok.

  • FELIPE

    INTAO CARA O LINK DO SITE PARECE ESTAR OFFLINE TENTEI FAZER A PESQUISA MAS NAO CONSEGUI

    • Verdade Felipe aqui também, pode estar bem carregado de acesso, to de olho se pintar outro lançamos em seguida!

  • to tentando fazer o teste mas nao ta abrindo!

    • Ta sobrecarregado o link mas pela manhã e fim da noite, na madruga rola de boa… agora por exemplo abriu aqui, mas tem hora q realmente ta dando pau!