Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O presidente esquerdista do Uruguai, José Mujica, disse que seu país não vai se tornar um paraíso de consumidores de maconha, depois de a Câmara dos Deputados aprovar por estreita margem na noite de quarta-feira a legalização do cultivo e venda da droga.

O projeto, que ainda precisa passar pelo Senado, vai além da política holandesa de despenalização e cria um órgão governamental para regularizar as vendas legais e os clubes públicos para o consumo e monitorar o consumo de maconha pelos uruguaios.

Para evitar que o país passe a atrair turistas por causa da droga, só cidadãos uruguaios serão autorizados a usar maconha. O consumo da maconha já é legal no país, mas a venda e o cultivo não são.

Mujica, defensor convicto da medida, disse que “ninguém deve pensar que com essa lei se irá criar desordem ou encorajar o consumo”.

Em um programa de rádio nesta quinta-feira, o presidente disse que “em nenhum lugar do mundo a repressão gerou resultados”.

“Sabemos que estamos iniciando um experimento de vanguarda mundial”, acrescentou.

Mujica explicou que já foi fumante de tabaco e que toma “uma bebida de vez em quando”, mas que nunca experimentou maconha.

“Sou velho … mas percebi que essa é a vida dessa juventude – o consumo está aí nas esquinas e é produzida em um mercado clandestino com regras ferozes. É um monopólio da máfia.”

Uma recente pesquisa mostrou que 63 por cento dos uruguaios são contra a medida.

Reportagem de Malena Castaldi,
via Reuters Brasil

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here