Você está lendo

Uruguai regula a maconha e abre o caminho para o Brasil

Como o álcool e o tabaco, o Brasil deveria analisar uma regulação similar

Em uma sessão histórica, iniciada às 10h35 (mesmo horário de Brasília), o Senado do Uruguai aprovou, por 16 votos favoráveis contra13, o Projeto de Lei “Regulación Responsable” (conheça o projeto traduzido) regulando de forma definitiva e estatal a produção e comercialização de maconha em solo Uruguaio. Agora será aberto um período de 120 dias para regulamentá-la.

Após essa fase, começará a produção e venda de maconha de forma controlada pelo Estado, que criará um registro de consumidores e distribuirá a substância em farmácia e casas especializadas.

Este é o momento para fomentarmos a discussão no Brasil: como substituir o modelo repressivo que não reduz o consumo, aumenta a violência, deixa milhares de mortos, fortalece o crime organizado, além de ser racista?

A maconha é a droga ilegal mais consumida no mundo, 80% dos 200 milhões de usuários de substâncias ilícitas a tem como uma droga recreativa, além de constantemente vermos a sua aceitação e comprovação para o uso medicinal. Com benefícios medicinais já comprovados somados ao entendimento científico de que a maconha é menos danosa à saúde que o álcool e tabaco, ambas drogas lícitas e regulamentadas em todo o mundo, por que não passarmos para um passo além do proibicionismo “Osmareiro” com sua PLC37 e partirmos para uma regulamentação inteligente?

Leia também:  10 Motivos para você apoiar a Descriminalização de todas as Drogas

Para demonstrar melhor a todos, André Kiepper*, elaborou um Projeto de Lei de regulação, com base nas Leis Federais 8.918/94 e 9.294/96 que regulam as bebidas (incluindo as alcoólicas) e a publicidade de cigarros, bebidas alcoólicas e medicamentos no Brasil.

O modelo do PL criado por Kiepper utiliza os argumentos recém-aprovados na regulação do Uruguai e do Colorado, adaptando ao padrão legislativo brasileiro. A estratégia de uma regulação similar à do tabaco e álcool para a maconha foi a que os Estados do Colorado e Washington utilizaram para ganhar apoio da opinião pública, com o slogan “Regulate Marijuana as Alcohol“.

A solução existe e é viável, Uruguai será o laboratório para o mundo sobre o assunto, porém cabe a cada nação juntamente com a sociedade e encaminhar para algo diferente da atual política de drogas.

Leia também:  Uruguai nega que produção legal de maconha seja boicotada pelo narcotráfico

Clique e confira a obra produzida por Kiepper

PROJETO DE LEI DE REGULAÇÃO DA CANNABIS NO BRASIL

brasil maconha regulada como álcool e tabaco

*André Kiepper, 32 anos, Analista de Gestão em Saúde na Fiocruz
[email protected]
Ilustração via Dutch Passion

Quer colaborar com o SmokeBud também? Veja aqui como colaborar! 

Exclusivo

Esse perfil é utilizado para campanhas ou matérias do SmokeBud que envolveram mais de um colaborador.Conteúdo exclusivo pra você não ficar para trás na informação. Conteúdo nectar!
medico maconha

Um comentário

Comente

Escreva seu comentário